REDE  SOCIAIS E CANAIS

INSCREVA-SE

 Receba nossas notícias e novidades! 

CACO DA MOTTA COMUNICAÇÃO

 Serviços de Consultoria, Estratégia e Assessoria de Comunicação, Personal Mídia, Produção de Conteúdo, Branding, Gestão de Mídias Mídias Sociais e Posicionamento Digital 

  • Caco da Motta

É hora de renovar a Seleção para 2022


Tite garante primeiro título como técnico da Seleção e fica té a Copa de 2002. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Tite fica na Seleção. Esta foi a melhor notícia após a conquista do título da Copa América de 2019. Em campo, deu o esperado com vitória do Brasil por 3 a 1 e destaque para Everton pelo lado brasileiro e Paolo Guerrero pelo lado do Peru. Os dois foram artilheiros da competição com três gols, cada. Mas Everton por ter menos minutos em campo acabou levando o troféu pelo melhor aproveitamento. Justos também os troféus de melhor goleiro para Alisson e de craque da competição para Daniel Alves. A Seleção tem uma base com Alisson no gol, Daniel Alves - consolidado como capitão - e Thiago Silva e Marquinhos na zaga. No meio, Arthur e Casemiro encaixaram. No ataque, apesar da recuperação de Gabriel Jesus, a sensação foi Everton do Grêmio.

Agora, Tite precisa renovar e acrescentar peças a este time que deve ter dificuldades contra adversários mais fortes, tamanha fragilidade da Copa América. Neymar volta ao natural. Na lateral esquerda, Renan Lodi pode ganhar uma chance e quem sabe o velho Marcelo não se recupera. Falta um meia, camisa 10, e Lucas Paquetá do Milan é o indicado da vez. No ataque, ainda existem muitas opções. A própria volta de Douglas Costa, têm ainda Vinicius Junior, Pedro e João Pedro do Fluminense e alguns garotos que devem se projetar. É importante que a CBF deixe Tite preencher as peças que faltam da comissão técnica e que haja tempo e espaço para mesclar jogadores experientes com jovens talentos. Ano que vem, tem uma nova edição da Copa América na Argentina e na Colômbia, para se igualar ao calendário da Eurocopa, e ,ainda por cima, começam as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. Trabalho não falta para Tite e cia.



5 visualizações