O Grêmio não acordou para a Série B


Técnico Roger Machado aponta com as mãos em tom de iritação
Pequeno em Itu: Roger indignado com o time . Foto: Mauro Horita/GFPA

O Grêmio ainda não acordou na Série B. Só após 7 rodadas, o técnico Roger Machado começa a falar mais em um campeonato diferente, de maior força física , bolas aéreas, etc. Foi o que se viu no empate contra o Ituano por 1 a 1, onde o Grêmio poderia até ter perdido tamanha a falta de competitividade no primeiro tempo e nos minutos finais quando vencia. O time tem carências físicas e mentais e assim a técnica e a tática não funcionam. É um mix de jogadores frágeis, pesados, no DM, de idade avançada ou sem atitude, como disse o vice de futebol, Denis Abrahão. Mas foi ele que montou o grupo. Roger não é o maior responsável. Precisa entender que não é hora de tornar o Grêmio mais solto, mais leve. O Criciúma vem aí igualzinho a Chapecoense. Empate é vitória, mas não vai abrir mão de competir.