No Inter, a pressa é inimiga da perfeição


Os primeiros passos da temporada 2021 do Internacional sob a gestão do presidente Alessandro Barcellos abre caminho positivo para uma nova era no futebol do Beira-Rio. É ousada a aposta num técnico espanhol promissor no centro da comissão técnica e um argentino de sucesso no River Plate na gestão executiva nas categorias de base. O tempo dirá se o projeto deu certo com o técnico Miguel Angel Ramirez e o gestor Gustavo Grossi. Mas vale o ditado: a pressa é inimiga da perfeição. É preciso calma, coragem e convicção. Do contrário, adios hermanos.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo