• Caco da Motta

Por quê não Pepê contra o Flamengo? Mas André, não.

Pepê marcou o gol do Grêmio no empate por 1 x 1 com o Flamengo na Arena: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Se o Grêmio perdeu Luan e há muito tempo não encontra um camisa 9 suficiente para ser titular, restam duas vagas no time que enfrenta o Flamengo logo mais no Maracanã. O time carioca é o favorito para garantir a vaga na final da Libertadores contra o River Plate porque joga em casa, tem a vantagem do gol qualificado depois de empatar por 1 a 1 na Arena, mas acima de tupo por estar jogando bem melhor que qualquer time brasileiro. Por quê o Grêmio não tentar surpreender este time do Jorge Jesus, que é bom, mas não é Deus? Favorito não ganha jogo. O Grêmio é um dos poucos ou talvez o único time no Brasil capaz de vencer ou até empatar com gols e eliminar o Flamengo da Libertadores. Os dois times têm mais de 100 gols marcados na temporada. Nem entro naquela coisa de que o Grêmio tem tradição, experiência de Libertadores porque isso é secundário quando o adversário precisa ser superado na bola, não no sobrenatural. Para entender o confronto, primeiro cabe saber como virá o Flamengo. Certamente, terá o poder de Gabigol, Bruno Henrique e Everton Ribeiro à frente e algum outro avante no lugar de De Arrascaeta. Ou Vitinho ou Reinier. Rafinha e Filipe Luis nas laterais, zaga titular e ainda Gérson e Willian Arão no meio. É um timaço que costuma atacar o tempo inteiro e colocar muita pressão em casa. O Grêmio pode equilibrar o meio-campo com Michel, Maicon e Matheus Henrique. Na lateral-direita, a melhor saída é fechar uma porta. Renato treinou com Léo Moura, que hoje completa 41 anos. Entendo que o David Braz fecharia bem aquele lado e com a volta de Geromel ao lado de Kannemann, a defesa estaria muito sólida para não sofrer gols. A bola pode sair pelo Matheus Henrique e pelo Maicon e ainda tem uma bola longa do Michel. Na lateral-direita, Renato treinou também o Paulo Miranda, que é menos zagueiro que o David Braz, mas pelo menos mais lateral, embora ainda prefira o Braz. O Pulo do gato do Grêmio pode ser Pepê logo de largada na esquerda, com Everton centralizado e Alisson na direita. Com isso, Diego Tardelli ficaria de fora para entrar quando for necessário e segurar o resultado. Renato treinou com André. Aí não vejo como. O Grêmio chegou vivo no Maracanã com uma jogada que começou com Maicon armando, Everton na ponta e Pepê marcando o gol. Maicon e Pepê não estavam no time quando o Flamengo marcou três gols, bem anulados pelo VAR, no primeiro tempo em Porto Alegre. No Maracanã, seria ótimo se começassem. Pepê é o segundo goleador do Grêmio, tem velocidade, só cresce. E agora, ou quando? Você pode ouvir o comentário esportivo no CacoCast, o Podcast do Caco da Motta ao clicar nas seguintes plataformas: - SoundCloud - Deezer

- TuneIn

- Spotify - Podcast Apple

-Google Podcast

2 visualizações

CACO DA MOTTA COMUNICAÇÃO

REDE  SOCIAIS E CANAIS

INSCREVA-SE

 Serviços de Consultoria, Estratégia e Assessoria de Comunicação, Personal Mídia, Produção de Conteúdo, Branding, Gestão de Mídias Mídias Sociais e Posicionamento Digital 

 Receba nossas notícias e novidades!