Arrascaeta pode ser a novidade do Flamengo contra o Grêmio

Arrascaeta treinou normalmente no CT do Grêmio e deve ser relacionado para enfrentar o time gaúcho nesta terça-feira em Porto Alegre. Foto: AlexandreVidal/CRF

Arrascaeta pode ser um dos poucos titulares do Flamengo diante do Grêmio, nesta terça-feira, 21h, dia 23/11, na Arena do Grêmio, para ganhar ritmo em jogo atrasado da 2ª Rodada do Brasileiro. O uruguaio, com lesão muscular, fazia 44 dias que não entrava em campo pelo Flamengo e pela Seleção do Uruguai. Voltou no último sábado, dia 20/11, a ser escalado no segundo tempo da vitória do rubro-negro sobre o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, pela 34ª rodada. Ele é peça fundamental no time para a grande final da Libertadores contra o Palmeiras, sábado, em jogo único no estádio centenário em Montevidéu. O goleiro Diego Alves também pode ser mantido no time pelo mesmo motivo de Arrascaeta, pois retornou contra o Inter após ter ficado de fora por três jogos. Mas Hugo Souza, que foi bem quando chamado, também pode ser escalado a fim de evitar algum problema com o goleiro titular que assim seria poupado. A maior surpresa, porém, seria a presença de Pedro. O atacante voltou a treinar com bola após recuperação de uma artroscopia no joelho. Como não é titular e talvez Renato queira garantir ele no banco para uma eventual entrada contra o Palmeiras, é provável que entre uns 15 minutos no segundo tempo ou nem jogue, dando lugar para Vitor Gabriel.

O restante do time será totalmente reserva. Gabriel Barbosa nem jogaria porque está suspenso. Bruno Henrique, poupado contra o Inter, também ficará de fora do jogo. O Flamengo ainda tem chances matemáticas de conquistar o título brasileiro. Terá dificuldades contra um Grêmio embalado a dois jogos na luta contra o rebaixamento. O time carioca está a oito pontos do líder Atlético-MG que também joga nesta terça-feira, 21h30 em São Paulo, pela frente um Palmeiras no Allianz Parque, em São Paulo. O time paulista, assim como o Flamengo e pelo mesmo motivo, vai colocar um time reserva diante do Galo.

De qualquer forma, o time do Flamengo mesmo sendo reserva, mas com acréscimo de Arrascaeta, pode acabar sendo bem mais forte do que os gremistas sonhavam. Resta saber, se a atitude do time será a mesma que foi contra o Inter, um jogo bem mais distante da decisão da Libertadores, onde o Flamengo foi arrasador nos primeiros 15 minutos. Eu acredito que a estratégia será a mesma com uma escalação diferente. Renato vai jogar o time para tentar matar logo a partida nos primeiros minutos e depois administrar o resultado.

Só que, desta vez, Renato estará enfrentando seu ex-clube, aquele que mexe com o coração do técnico. Por mais que ele vai tente se desligar da emoção, certamente, um empate ou uma derrota para o Grêmio não deixará ele tão triste. Eu fico imaginando o filme que passará pela cabeça de Portaluppi quando se aproximar da Arena e ver a estátua dele no local poucas horas antes do jogo que pode sim, dependendo do resultado, colaborar para o rebaixamento do Grêmio.