top of page

Inter é o novo vice-líder e Renato diz: "foi o melhor jogo do Grêmio na B"

Alemão e Pedro Henrique comemorando com gesto de empinar pipa.
Dobradinha: Alemão comemora com Pedro Henrique o gol da vitória sobre o Cuiabá. Foto: Ricardo Duarte/ SC Internacional

O Campeonato Brasileiro tem um novo vice-líder. O Internacional venceu com dificuldades o Cuiabá por 1 a 0, sábado (10/09), no Beira-Rio com gol do Alemão e jogada de Pedro Henrique. O Colorado foi beneficiado pelo empate do Flamengo por 1 a 1 com o Goiás, quando poderia ter perdido não fosse um gol confirmado após revisão pelo VAR de forma errada. O Inter também se deu bem pelo empate do Corinthians no Majestoso com o São Paulo por 1 a 1 no Morumbi e ainda se afasta um pouco do Athletico-PR que empatou na Ressacada por 1 a 1 e correu risco de perder com um jogador a menos em quase todo segundo tempo, quando Vitinho foi expulso. Na Série B, o destaque ficou por conta da primeira vitória do Grêmio do Renato na Arena sobre o Vasco do também estreante Jorginho de virada por 2 a 1. Valeu o empenho, mas Renato exagerou quando disse que foi o melhor jogo do Grêmio na B. Talvez um dos menos piores. Mudou pouco o Grêmio do Roger para o Renato no campo, já na torcida aí sim a mudança de ambiente é extremamente positiva. Renato é pop, Roger era vaiado.

O Inter voltou a ter dificuldades para propor o jogo mesmo com Alan Patrick como articulador a maior parte do tempo. De novo, Pedro Henrique saiu do banco para ser decisivo. Desta vez, fez a jogada do gol do Alemão. O técnico Mano Menezes, que renovou contrato até 2023, tirou Wanderson, mas contra esquipes mais fechadas, poderia começar com Wanderson e Pedro Henrique e Alemão centralizado e tirar um volante que pode ser o Johnny. Gabriel, Maurício e Alan Patrick podem construir bem mais e o ataque ficará mais agressivo. Ainda mais em casa, onde deve fazer valer o papel do mandante. Basta pedir para os extremas recomporem e até o Alemão, podendo deixar somente Alan Patrick mais solto em posição defensiva, mas aí pode atacar com 5 jogadores, dois meias e três atacantes.

A vitória foi tão apertada que o Cuiabá teve um pênalti marcado que acabou sendo anulado após revisão pelo VAR. Edenilson sofreu falta de Valdívia antes de cometer a penalidade em André porque ele praticamente caiu sobre o atacante. Claro que o Inter poderia ter feito o gol mais cedo. No primeiro tempo teve uma sequência de duas bolas na trave de Wanderson e Alemão e ainda antes do lance Alan Patrick foi derrubado mas me pareceu lance normal sem penalidade. O Inter abusou de perder gols e, mesmo assim, mereceu a vitória porque foi melhor que o adversário.


Renato bate no peito e olha para torcida na Arena seguido de jogadores como Diego Souza.
Renato bate no peito, orgulhoso da vitória na estréia dele no comando do Grêmio na Série B. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A sorte acompanha os bons e Renato é mesmo um predestinado no Grêmio. Na estreia contra o Vasco que tinha também o estreante Jorginho como técnico, do outro lado, o Grêmio venceu de virada ainda no primeiro tempo. Foi a primeira virada do Grêmio n B. Campaz se machucou e a entrada de Thaciano fez a diferença é dele o segundo gol, o da virada em jogada rápida de contra-ataque puxada por Thaciano que tabelou com Biel que deixou o meia livre para marcar. O segundo gol quem levou azar foi o Vasco que pagou por se encolher quando Bitello chutou e a bola desviou em Juan Quintero e enganou o goleiro Thiago Rodrigues.

O susto começou cedo no gol que abriu o marcador, um chutaço do Léo Matos, sem chances para Brenno. Mas sem Roger o Grêmio já acumula duas vitórias e fica distante 6 pontos do Londrina, o quinto colocado, se consolidando no G4 que garante a vaga para a Série A. O Grêmio mostrou maior entrega e uma sintonia positiva de 50 mil torcedores com o ídolo Renato e, consequentemente, com o time. Poderia ter ampliado no primeiro tempo e teve uma bola na trave num belo chute de Bitello. Ainda na primeira etapa, Brenno evitou o empate numa defesa precisa de um chute forte de Nenê.

No segundo tempo, brilharam os dois goleiros e no final o Vasco pressionou mais embora sem ser efetivo e acumulando a vexatória campanha de 7 derrotas consecutivas fora de casa na Série B e ainda assim dentro do G4, só um pontinho à frente do Londrina. Foi um Grêmio com mais transpiração que inspiração, o suficiente para Renato e cia saírem ovacionados da Arena.




bottom of page