• Caco da Motta

Inter começa a mudar a fotografia do time com Diego Aguirre

Atualizado: Jul 7


O Inter anunciou nesta segunda-feira (05/07) a contratação do experiente zagueiro Gabriel Mercado, de 34 anos, que estava, recentemente, com o técnico Diego Aguirre no Al-Rayyan. Foi capitão, marcou 4 gols pelo time do Catar e também joga na lateral direita. O time ganha mais opções para a defesa onde chegou a improvisar e logo Rodrigo Moledo estará à disposição. Mercado, no entanto, só poderá ser inscrito na janela de agosto. O ex-zagueiro do River Plate, campeão da Libertadores de 2015, começou no Racing, se destacou também pelo Estudiantes e ainda jogou três anos no Sevilla da Espanha, antes de atuar no país sede da Copa de 2022.

É justamente pela defesa, que o Internacional começa a mudar a fotografia do time. O goleiro não é mais Marcelo Lomba, mas Daniel. A dupla de zaga, principal responsável pelos gols sofridos na bola aérea, ainda vai mudar bastante. Antes, Zé Gabriel e Lucas Ramos eram os substitutos de Rodrigo Moledo, ao lado de Victor Cuesta. Com Diego Aguirre, Pedro Henrique é a bola da vez. Tanto que, sem poder contar com Cuesta suspenso para o jogo de quarta-feira (07/07), contra o São Paulo no Beira-Rio, ele foi o escolhido.

PH estará ao lado do recém contratado e estreante, o uruguaio Bruno Mendez. Na lateral-esquerda, sem Moisés, Paulo Victor, que veio do Botafogo, deve ser mantido. Foi dominado por Gustavo Mosquito no empate com o Corinthians, embora tenha ido bem no apoio. Futuramente, com tantas opções, alguns zagueiros poderão aparecer na lateral-direita se Aguirre quiser ter uma formação mais defensiva.

Do meio para frente, a foto não muda tanto assim porque Aguirre já definiu que Rodrigo Dourado e Edenílson são titulares, com a intensidade de Mauricio e os dribles de Patrick que andam escassos. A dupla de ataque da preferência do técnico é com Caio Vidal e Yuri Alberto. Contra o São Paulo, como Edenilson está suspenso, Jonnhy, Nonato, Lucas Ramos e até Thiago Galhardo podem aparecer.

Taticamente, a melhor opção seria Nonato. O desempenho vai depender de quem entrar e der conta do recado. Mas qualquer outra escolha altera muito o sistema 4-1-4-1 de Aguirre. Rodar o time, ok, mas o esquema tático é melhor evitar, ainda mais sem entrosamento e sem tempo para treinar.




Posts recentes

Ver tudo